O maior obstáculo para a evangelização do mundo é o preconceito denominacional.


Social Bookmark

15 de fev de 2014

BEM-AVENTURADOS OS POBRES DE ESPÍRITO

 “Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus”. Mateus 5:3

Neste momento do Sermão da Montanha JESUS chama de “pobres de espírito” aqueles que, com sinceridade de coração e humildade, entendem que não são nada sem DEUS.

Mostra que esses, por confessarem que são totalmente dependentes do PAI, são os verdadeiros e merecedores herdeiros do Reino dos Céus.

Aprendo ainda que ser humilde é um estilo de vida e não simplesmente uma decisão a ser tomada.

É algo que precisa ser desenvolvido a cada momento... a cada nova situação.

Entender que somos totalmente dependentes de DEUS é nos fazer “pobres de espírito”, independentemente da nossa posição social.

É entender que sem DEUS, mesmo sendo ricos materialmente, somos pobres espiritualmente.

Jesus ensinou no livro de João 15.1 que Ele é a videira verdadeira, e o Pai é o agricultor. Disse que os homens são os ramos e que todo ramo deve dar fruto, do contrário Deus o corta.

O que são frutos provenientes de um espírito humilde?

O Apóstolo Paulo define no livro de Gálatas 5.22 que são: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio.

Somos bem-aventurados (felizes) quando permitimos que Jesus faça uma mudança tal em nosso interior que se traduza em ações benéficas ao nosso semelhante.

Herdar o Reino de Deus requer tal humildade de espírito, pois o reino de Deus é a presença hoje das virtudes de Jesus em nós.

Precisamos ser humildes de espírito para aprender os ensinos de Jesus que produzem na vida do homem virtudes semelhantes às que Jesus tinha.

Se o caminho para “herdar o reino dos céus” tiver que passar pela “pobreza de espírito”, então temos que ser os primeiros a passar por isso, se é que queremos ser “bem-aventurados”.

Edgar França


0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por nos visitar
Deus continue abençoando ricamente a sua vida
Pr. Bene